ROTEIRO PARA A ELABORAÇÃO DO PLANO DE NEGÓCIO

Diversos roteiros de planos de negócios podem ser aceitos para a avaliação pelos Programas de Negócios de Empresas. No entanto, são apresentadas a seguir uma relação de perguntas essenciais de serem respondidas por este documento:

  1. Descrição do Negócio

    1. Que tipo de negócio está sendo planejado?

    2. Que produtos e serviços serão oferecidos

    3. Por que o novo negócio terá êxito?

    4. Onde pode ser identificada a inovação proposta?

  2. Perfil dos Empreendedores

    1. Perfil Individual dos sócios e motivação

    2. Quem administrará o negócio?

  3. Plano de Marketing

    1. Quais o cenário previsto para o setor nos próximos 5 anos – oportunidades e ameaças de crescimento?

    2. Onde pode vir a ocorrer ameaças externas ao negócio?

    3. Quais são seus principais pontos fortes e fracos em comparação com a concorrência?

    4. Quem são seus clientes potenciais? Como eles podem ser segmentados?

    5. Quem são seus concorrentes? Como tem sido o desempenho deles?

    6. Quem serão seus principais fornecedores? Qual o poder de barganha deles?

    7. Qual o posicionamento desejado para sua empresa na mente dos clientes?

    8. Qual será o sistema de distribuição utilizado?

    9. Qual a estratégia de preço a ser adotada?

    10. Quais serão as ações de comunicação?

    11. Como será desenvolvido o design do seu produto?

  4. Plano Operacional

    1. Aspectos técnicos do negócio

    2. Aspectos jurídicos do negócio

    3. Organização da empresa

    4. Como será composta a equipe? Quantos empregados e que funções?

    5. Quais as qualificações desejadas para a equipe?

    6. Quais são os consultores ou especialistas necessários?

  5. Plano Financeiro

    1. Investimento inicial

    2. Estrutura de custos operacionais

    3. Formação do preço de venda

    4. Estimativa das receitas operacionais

    5. Demonstrativo de resultados

    6. Projeção do fluxo de caixa

    7. Estimativa de capital de giro

    8. Indicadores de rentabilidade

ORIENTAÇÕES GERAIS:

As orientações seguintes foram elaboradas com base no Programa REUNE (Rede de Ensino Universitário do Empreendedorismo), elaborado pelo Prof. Fernando Dolabella.

O que é o PN?

O “Plano de Negócios” (PN) é um exercício de planejamento da criação de um empreendimento. Para ter validade, deve ser desenvolvido em bases realísticas: um PN bem feito deverá estar em condições de ser implantado, de se transformar em uma “empresa incubada”, de sensibilizar parceiros e investidores.

Na elaboração do seu Plano, o empreendedor poderá descobrir que o empreendimento é irreal, que existem obstáculos jurídicos ou legais intransponíveis, que os riscos são incontroláveis ou que a rentabilidade é aleatória ou insuficiente para garantir a sobrevivência da empresa ou do novo negócio.

Existe mais de um caminho para se chegar ao mesmo objetivo e mais de uma solução para os diferentes problemas. É melhor fazer uma escolha que garanta sucesso a longo prazo que escolher a solução mais imediatista de sucesso aparente. O Plano de Negócios pode também conduzir à conclusão que o empreendimento deva ser adiado ou suspenso por apresentar alta probabilidade de fracasso.

O Plano de Negócios contém os principais pontos de cunho gerencial a serem considerados na criação de um empreendimento.

Uma das expectativas da coordenação deste Programa é que projetos aqui desenvolvidos possam ser apresentados a sócios em potencial, financiadores e investidores. Além das formas tradicionais de apoio a novos empreendimentos, novos canais institucionais, fruto da parceria com órgãos governamentais e iniciativa privada, estão sendo abertos para esta finalidade.

Características do Plano de Negócios

  • Forma de pensar sobre o futuro do negócio:

        • onde ir

        • como ir rapidamente

        • o que fazer durante o caminho para diminuir incertezas e riscos

  • Documento que descreve a oportunidade de um negócio:

  • porque a oportunidade existe e porque o empreendedor e sua equipe têm condições de aproveitá-la

  • como o empreendedor (e equipe) pretende fazê-lo

  • Instrumento de negociação interna e externa para administrar a interdependência com sócios, empregados, financiadores, incubadoras, clientes, fornecedores, bancos, etc.

  • É mais um processo do que um produto, mas não é o negócio

  • Não é imutável, deve ser constantemente revisto.

Por que fazer o PN?

O exercício de planejamento é um componente didático de imbatível alcance, uma vez que obriga à reflexão sobre os pontos vitais do empreendimento: são requeridos conhecimentos sobre o negócio e o contexto mercadológico, percepção gerencial e habilidade em lidar com assuntos técnicos e legais em diversas áreas e de vencer barreiras no relacionamento interpessoal. A iniciativa, criatividade e capacidade de vencer obstáculos são requisitos fundamentais.

A taxa de mortalidade de novas empresas é bastante elevada nos três anos seguintes à sua criação, cerca de 90% no Brasil. As causas deste desaparecimento precoce podem ser atribuídas, em grande parte, ao lançamento prematuro do novo produto ou serviço, colocando seus idealizadores em situações financeiras indesejáveis, acompanhadas do sentimento do fracasso pessoal enquanto empreendedores.

Alguns empreendedores são, sem dúvida, bons técnicos, bons comerciantes mas, dentre eles, alguns não conhecem bem o mercado, não estão familiarizados com a gestão financeira ou administrativa, não estão acostumados a perscrutar e decifrar o ambiente sócio-econômico ou não estão afeitos às nuances legais e fiscais. Muitos não fizeram uma análise de viabilidade de seus negócios, enquanto que outros não reuniram as condições prévias indispensáveis ao sucesso do empreendimento.

Tais modelos e experiências, decorrentes de negligência ou armadilhas, devem ser evitados. O novo empreendedor deve almejar o crescimento e sobrevivência do seu negócio? Para isto, é preciso estar consciente de que o tempo gasto em planejamento representa tempo economizado, diminuindo riscos e problemas futuros.

Na elaboração do Plano de Negócios o Tutor terá importante papel. Ele será o conselheiro do empreendedor durante todas as fases de sua elaboração. Ajudará a compatibilizar o modelo do PN com as características do novo negócio. Será um crítico e um parceiro para discussões e brainstormings. Indicará fontes de informações e repassará o seu network para o “afilhado”: especialistas em contabilidade, leis, propaganda, etc., bem como associações, entidades de suporte além de publicações, eventos, feiras, etc.

O Plano de Negócios, as suas doenças, sintomas e curas

Planejamento

Sintomas

Cura

1

Metas irreais

Metas são vagas, gerais. Não são específicas, mensuráveis ou vinculadas a prazos. Falta de sub-metas e passos para a ação. Orientada para a atividade, não para os resultados.

Estabelecer metas específicas, com prazos, sub-metas e passos para a ação. Não perca de vista o objetivo final. Seja oportunista ao perseguir as metas

2

Incapacidade de antever obstáculos

Otimismo excessivo. Falta de estratégias alternativas. Conflitos não identificados. “Não se preocupe, eu pensei sobre isto”. Fracasso no cumprimento de prazos. Não procura apoio quando precisa. Crises prevalecem

Seja flexível no planejamento e na antecipação de obstáculos e na forma de superá-los. Enfrente obstáculos não previstos com confiança, eles sempre existirão. Peça alguém para fazer brainstorming com você: O que pode dar errado e ser um obstáculo? O realismo é a chave.

3

Falta de pontos de controle, indicadores e de acompanhamento da evolução do negócio

Isto pode esperar”, “Eu controlo isto de cabeça” . “Eu saberei como estou indo quando chegar lá – vamos tocar de ouvido”. Não sabe realmente como está indo. Orientação para curto prazo. Nenhuma revisão recente do Plano

Estabeleça indicadores e datas de avaliação da evolução do negócio. Reveja-as quanto necessário. Pergunte-se a cada dia: o que aprendi que irá me ajudar a progredir mais rapidamente.

4

Falta de compromisso

Eu disse que isto não iria dar certo – não era o meu plano”. Adiamentos. Foco nas rotinas diárias. Incapacidade de atingir as metas e cumprir prazos. Falta de prioridades. Não comparecimento a reuniões e compromissos.

Negocie e trabalhe sempre em conjunto: metas, avaliações, informações e dados, compromissos. Reuna-se periodicamente e analise o andamento. Encoraje discussões informais com a equipe, para testar e renovar o comprometimento. Mantenha a equipe informada sobre os resultados obtidos. Reconheça e recompense os desempenhos de alto nível.

5

Incapacidade de revisar as metas e objetivos

O Plano nunca muda, falta flexibilidade. Inflexibilidade ou teimosia diante de mudanças apontadas por feedback. Não procura ajuda quando necessário. Tempo perdido em tarefas improdutivas. As atividades não atendem às metas prioritárias.

Faça uma revisão periódica das metas, em conjunto. Mude o enfoque ou a ênfase apropriadamente. Crie um clima tolerante às más notícias e incite críticas construtivas e feedback.

6

Incapacidade de aprender pela própria experiência

Perda de vista das metas. Erro é repetido. Feedback é ignorado ou negado. Mesma rotina – crises idênticas às anteriores. Falta de disposição para mudar a maneira de fazer as coisas. Não se pergunta: O que temos aprendido com base em nossa experiência?”

Melhore os objetivos com base no aprendizado pela experiência. Estabeleça pontos de controle e reavalie periodicamente. Documente ao fim de um projeto, plano, benchmark e cursos as novidades. Pergunte-se: o que aprendemos? Seja flexível diante de eventos imprevistos. Um novo negócio é cheio de surpresas. Concentre-se na produção de resultados e não nos relatórios.

Fonte: Timmons, New Venture Creation, 1990

About these ads

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s